Little Mix – “LM5” | Crítica


Amadurecidas, as cantoras lançam álbum feminista com diversas mensagens de poder feminino!

Little Mix acaba de lançar, finalmente, seu quinto álbum em estúdio, como o título bem direto sugere. O disco conta com dezoito faixas em sua versão deluxe e, tanto sua produção assinada por mais de 15 produtores, quanto suas composições que contam com a participação de mais de 52 compositores, aparentam estar bem maduras, mandando muita mensagem de empoderamento para a mulherada. 

Ler também: LITTLE MIX | DISCOGRAFIA

A girlband começou no Pop e foi nele que ela se consolidou! “LM5” é um retrato perfeito da música Dance atual. É um álbum de música popular, mas este viaja por alguns estilos derivados, como o Reggae, o Reggaeton, Dance Pop, Hip-Hop, muito eletrônico e muito mais. É realmente um projeto mais sério, sendo bem diferente de seus trabalhos mais chicletes, como “DNA” ou “Get Weird”. Soa como uma espécie de “estudo” de seu último disco e o que elas poderiam melhorar em sua nova era, e foi o que fizeram!

Este conta com três parcerias, estas “Woman Like Me”, onde Nicki Minaj aparece para fazer uns Raps. Segundo as mesmas, trabalhar com Minaj foi um sonho realizado. Também tem “Strip” com a Sharaya, que também entra para um Rapzinho, só que cantado, não em freestyle, e “More Than Me”, com a Kamille, que canta junto com as vocalistas. Kamille já trabalhou com Little Mix outras vezes.

As vozes das cantoras são usadas de forma muito inteligente, são trabalhadas de maneira a explorar seus potenciais. São vocais realmente incríveis. Em várias das músicas elas são divididas em um pequeno coral, que pode ser repetido ao vivo sem problema nenhum, já que né… Elas realmente cantam muito!

Como eu já havia falado, foram creditados mais de 50 compositores, o que dá muito certo no quesito POESIA, mas soa um tanto quanto “falso”, indicando, de certa forma, que é um álbum realmente fabricado para vender. 

Suas letras são muito inteligentes, falam desde a independência de homens, amizade feminina, feminismo, liberdade, amor, até a superação de um relacionamento. ‘Woman Like Me’ é o carro chefe do disco, e é basicamente um hino de celebração às mulheres. Já “Joan Of Arc” soa como um grito de “Não preciso de homem para nada! Sou suficiente”. 

Gostei muito de “Love A Girl Right”, que utiliza de um trecho da música “Livin La Vida Loca” de Ricky Martin. Além de ter um som maravilhoso de guitarra, fala sobre o apoio feminino para quando sua amiga está sendo traída e você sabe e tenta ajuda-la. Também tem “Think About Us”, que é bem música para balada. Ela fala sobre confiança, quando você namora, ou fica com alguém, e mesmo saindo com suas amigas, continua a pensar e amar loucamente a sua cara-metade.

‘More Than Words’ é uma das mais fortes de todo o álbum, se igualando a “Salute”. Ela fala sobre amigas que se apoiam por meio de experiências compartilhadas em momentos difíceis. 

É um disco cheio de hits dançantes, mais até do que baladas românticas – o que geralmente não acostuma acontecer, já que o drama é sempre o sentimento mais fácil de se colocar no papel. É realmente um álbum muito bem pensado e estudado, não há como afirmar o contrário. Já tem um lugar guardado na lista de melhores de 2018. Creio que isso se deva ao fato de que há sempre um produtor diferente em cada fixa, assim o disco não fica repetitivo. O que incomoda é realmente o fato de que são muitos compositores trabalhando em um único CD e as baladas, por mais lindas que sejam, ainda são muito segmentadas e limitadas.

Nota: 4/5.

Ouça: 

Download.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Little Mix – “LM5” | Crítica

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.