Little Mix | Discografia

Little mix.jpgApós a oitava temporada do programa de talentos “The X Factor“, surgia uma nova girlband britânica, essa que viria fazer muita história nos solos americanos. As meninas do Little Mix (Jade Thirlwall, Jesy Nelson, Leigh-Anne Pinnock e Perrie Edwards) ficaram em 1º lugar, conseguindo, assim, um contrato com o selo “Syco Music“.

Seu álbum de estréia foi o “DNA“, de 2012. (Download)Imagem relacionadaJá no inicio de sua carreira, as garotas conseguiram emplacar seu primeiro sucesso “Wings” nas paradas de sucesso da Inglaterra e da Irlanda. O álbum trás uma sonoridade doce, bem voltada ao Dance Pop. A parte visual do disco é bem colorida e cativante, remetendo aos adolescentes da época, que estavam em uma pós Punk.

O álbum conseguiu o top 5 de oito países, ficando na terceira posição do chart do Reino Unido e em quarta posição no Billboard 200 nos E.U.A. fazendo de Little Mix a primeira girlband, desde Danity Kane em 2006, a entrar no top 5 com um álbum de estréia, e foi o maior peak na história de um álbum porum girl group britânico, desde Spice Girls.

Em 2013 a banda lançava seu segundo disco, “Salute“. (Download)Resultado de imagemAqui a banda mostrou uma diferença visual em seu estilo, dando à sua nova era, uma surra de looks mais maduros com uma pegada menos infantil. Seu som não teve muitas mudanças, apenas conservou uma parte de seu R&B, só que o amadureceu. Grande parte do disco foi escrito e composto pelas próprias cantoras.

O disco estreou na quarta posição dos charts britânicos e na sexta posição da Billboard 200, sendo seu segundo disco a alcançar o TOP 10. Esse trás sucessos como “Move“, “Little Me” & “Salute“.

Após o sucesso de “Salute”, as meninas resolveram sair em turnê em 2014, com a “The Salute Tour“, voltando apenas em 2015 com o álbum “Get Weird“. (Download)Resultado de imagemAs meninas voltaram com tudo em 2015, mostrando ao mundo sua nova fase oitentista. O primeiro single que chegou ao mundo foi “Black Magic”, mostrando que agora as integrantes estavam dando mais atenção aos seus clipes. O clipe de “Black Magic” é inspirado no terror de 1996, Jovens Bruxas. O disco trás os singles: “Black Magic”, “Secret Love Song’, “Hair” e “Love Me Like You”.

Get Weird estreou em segundo lugar nos charts britânicos, entrando no top dez de cinco outros países, como a Austrália e a Irlanda. Ao todo suas vendas somam mais de 600 mil cópias vendidas só no U.K.

O álbum trás uma sonoridade bem anos 80, com um clima meio High School. Aqui o que mais está em evidência é o Dance Pop. Get Weird é um disco muito dançante, mas como o nome sugere, não é um Dance farofa, tampouco tem hits, mas possui uma visão ampla de mercado.

Já em 2016 a banda lançou seu álbum mais Pop até o momento, esse chamado “Glory Days“. (Download)Resultado de imagemEm “Glory Days” a girlband tentou dar uma mudada em seu estilo, tanto na parte visual, quanto na sonora, mas sem sucesso. O álbum consegue ser muito repetitivo e sem foco, trazendo tudo que há de mais clichê no mundo da música na época de seu lançamento, principalmente os refrões remixados para se adequar à modinha “Dubstep”.

Na parte dos clipes a banda conseguiu regredir tristemente, trazendo pequenos vídeos com pouca performance e com muito corpo, dando aqueles closes bem sexys na cara de cada uma das vocalistas, e só. Mesmo assim vale lembrar que quando um disco é modal, as chances desse fazer sucesso são mais superiores do que o contrário.

Com esse álbum a banda foi vencedora do prêmio “Brit Awards“, além de ter vendido mais de 135 mil cópias mundialmente na primeira semana. Glory Days também estreou em #1 na UK Albums Chart, permanecendo, por cinco semanas, no topo fazendo de Little Mix o único grupo feminino a ter conseguido ficar mais semanas no número um, com seu álbum de estúdio nas paradas, neste milênio além de ter conseguido colocar três singles no top 10 do Official Charts.

Seu último trabalho em estúdio, até então, é o disco “LM5”, lançado em 16 de novembro de 2018. (Download).

A girlband começou no Pop e foi nele que ela se consolidou! “LM5” é um retrato perfeito da música Dance atual. É um álbum de música popular, mas este viaja por alguns estilos derivados, como o Reggae, o Reggaeton, Dance Pop, Hip-Hop, muito eletrônico e muito mais. É realmente um trabalho mais sério, sendo bem diferente de seus trabalhos mais chicletes, como “DNA” ou “Get Weird”. Soa como uma espécie de “estudo” de seu último disco e o que elas poderiam melhorar em sua nova era, e foi o que fizeram!

Anúncios

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.