Talvez mais sensual que 50 Tons de Cinza | Call Me By Your Name | Resenha

O mundo LGBT ganhou mais um filho para chamar seu seu, esse que estava sendo esperado havia um tempinho. Call Me By Your Name é um drama dirigido por Luca Guadagnino e escrito por James Ivory.  É o terceiro e último ato da trilogia “Desire” de Guadagnino, seguido de I Am Love (2009) e A Bigger Splash (2015).Imagem relacionadaO filme conta a história de Elio, um jovem até então entediado com o seu verão que, pelo fator das circunstâncias, acaba sendo bem tedioso. Tudo muda quando Oliver, um aprendiz de seu pai, que é um professor renomado, se acomoda em sua casa com o objetivo de passar algumas semanas no local. Elio então começa a sentir algo diferente em seu corpo, uma atração estranha por Oliver, que não sabe se retribui ou não. Imagem relacionadaA história do filme se passa na Itália de 1983, e um fator interessante é que a família de Elio e Oliver é são judeus, logo nos são apresentados vários cenários muito bonitos, com filmagens realmente divinas. A direção de arte do longa está realmente de parabéns, sem se esquecer da trilha sonora, que visou utilizar canções meio alternativas para criar o clima de romance dos personagens.

O filme possui duas horas e dez minutos de duração, o que torna um sacrifício o ato de assistir para aqueles que não tem saco para enrolação, já adiantando que a história é um pouco arrastada, então demora para que de fato algo aconteça entre os personagens. Algumas coisas também ficam meio implícitas durante os diálogos, então trate de prestar muita atenção ao que os personagens fazem ou dizem, se não você vai se perder durante o filme.Resultado de imagem para call me by your nameUma coisa que não pude deixar de notar foi o lado sexual do filme, já que esse usa de muitas, muitas mesmo, artimanhas para conseguir de alguma forma fazer com que o telespectador fique envolvido com o relacionamento dos dois protagonistas. As cenas de sexo, mesmo não explícitas, conseguem ser mais envolventes e mais quentes do que todo o histórico de cenas sexuais da saga “50 Tons de Cinza”.

Nota: ✪/10.

Assista ao Trailer:

Baixe o filme por AQUI!

Anúncios

4 pensamentos sobre “Talvez mais sensual que 50 Tons de Cinza | Call Me By Your Name | Resenha

  1. Pingback: Livro | Me Chame Pelo Seu Nome – André Aciman| Resenha | Saga Das Músicas

  2. Pingback: #Resenha: Me Chame Pelo Seu Nome – André Aciman – Trechos de Livros

Comenta ai :]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s